Ácido fólico? O que é? Pra que serve?

Olá sonhadoras, tentantes, gravidinhas, simpatizantes e afins rs.

Temos tantas dúvidas quando pensamos em ter um bebê, né? Tomar ácido fólico é o primeiro mandamento imposto pelos médicos, mas é por uma boa causa.

Veja só:

O ácido fólico (vitamina B9) serve para ajudar na formação do sistema nervoso do bebê, prevenindo doenças graves como a espinha bífida, por exemplo. 

Por que o ácido fólico é tão importante?

Ácido fólico ajuda a prevenir doenças do tubo neural no bebê, como a espinha bífida (quando a medula espinhal não se fecha por completo), e do cérebro, como a anencefalia. Os defeitos do tubo neural acontecem durante o estágio inicial de desenvolvimento, muitas vezes antes até que as mães saibam que estão grávidas.

De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC), mulheres que tomam a dose diária recomendada de ácido fólico ao menos um mês antes de engravidar e durante o primeiro trimestre da gestação reduzem o risco de o bebê ter problemas do tubo neural de 50 a 70 por cento.

Algumas pesquisas indicam que o ácido fólico pode ajudar a diminuir o risco de o bebê ter outros problemas, como lábio leporino e certos tipos de distúrbios cardíacos. Mulheres desnutridas ou sob regime excessivo de emagrecimento têm mais incidência desses problemas.

Seu corpo precisa do ácido fólico (também conhecido como folato ou vitamina B9, parte do complexo B) para produzir glóbulos vermelhos normais e prevenir a anemia. A falta de folato na alimentação pode levar a um tipo de anemia conhecido como anemia por deficiência de folato, cujos sintomas, como cansaço e fraqueza, são semelhantes aos da anemia por deficiência de ferro.

O folato é essencial na produção, na reparação e no funcionamento do DNA, o "tijolo" que compõe nosso mapa genético e nossas células. A ingestão adequada de ácido fólico é especialmente importante para o rápido crescimento celular da placenta e do seu bebê.

Há ainda estudos que sugerem que o ácido fólico pode reduzir o risco de mulheres desenvolverem pré-eclâmpsia, uma doença séria que pode comprometer a sua saúde e a do bebê também.

Os alimentos ricos em ácido fólico, como levedura de cerveja, feijão e lentilhas são muito indicados para quem está tentando engravidar.

No entanto, além do consumo destes alimentos, é comum o Obstetra indicar que a mulher tome os comprimidos de ácido fólico de 2 a 3 meses antes de engravidar e nas primeiras semanas de gestação para garantir que não haja falta de ácido fólico durante a formação do bebê.

A ingestão recomendada de ácido fólico para adultos saudáveis é de 400 mcg por dia, e para gestantes, é de 600 mcg por dia.


Os valores de referência do ácido fólico no sangue encontram-se entre 55 e 1.100 ng/mL.

Para saber a quantidade de ácido fólico no organismo se faz um exame de sangue e quando os valores estão abaixo de 55 ng/ mL o indivíduo pode ter anemia megaloblástica e hemolítica, desnutrição, doença hepática alcoólica, hipertiroidismo, deficiência da vitamina C, câncer, febre ou então no caso de mulheres, pode estar grávida.

Tanto que, nos Estados Unidos, os ginecologistas até recomendam que todas mulheres em idade fértil tomem ácido fólico, independente de estar ou não planejando uma gravidez, e no Brasil as farinhas de trigo em geral são enriquecidas com a substância.

Não existe um tempo máximo para tomar o ácido fólico. Se você acha que pode engravidar em algum momento do próximo ano, já vale a pena começar a tomar. 

Fonte:
tuasaude.com.br
babycenter.com

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...