Luciane, a mamãe realizada do Miguel


Olá,

Meu nome é Luciane e vou compartilhar um pouco da minha história e como me tornei uma #mamaerealizada.

Nunca tive sonho de casar de branco, véu e grinalda, igreja cheia, padrinhos no altar. Sempre tive o sonho de me formar, ter minha independência financeira, ser uma profissional bem sucedida.

Mas a vida da gente muda, e nossos sonhos também.

Formei em Zootecnia, fiz pós em Nutrição Animal e durante a pós conheci meu marido. Começamos a namorar, ele mudou de emprego e ficamos distantes por 6 meses, noivamos e nos casamos em Jan/2011.

Foi então que me mudei de estado (do Paraná para São Paulo). 

Um ano desempregada, cuidando de casa, fez eu gostar de ser dona de casa. 

A minha área nunca foi fácil para arrumar um emprego legal, e que eu realmente gostasse, que era a área de silvestres. 

E foi assim quando me casei, a carreira foi ficando pra trás e a vontade de ser mãe foi surgindo, a curiosidade de sentir um bebê na barriga foi crescendo. 

Consegui um emprego, longe do que eu realmente amava, mas que tinha um retorno financeiro bacana, e para uma vida de recém-casados estava excelente!

Mas o desânimo, foi surgindo e como disse a curiosidade de ser mãe foi ficando cada vez maior.

Até que as coisas acontecem sem a gente saber o real motivo, fui demitida, em Jan de 2013 e já no fundo sentia que estava sendo melhor, paramos de evitar filho e deixamos na mão de Deus.

Em abril de 2013 engravidei, foi um misto de alegria e medo sem tamanho.

Até hoje lembro perfeitamente do meu choro ao telefone com minha mãe que foi a primeira a saber. 

Tive uma gravidez super tranquila, bebê desenvolvendo super saudável, eu me achava linda, me cuidei muito, fiz pilates, hidroginástica, drenagem.

Tinha o grande sonho de ter parto natural, me preparei pra isso, hoje digo que não o suficiente, mas a vontade era muito grande. 

hoje não consegui escrever sobre, mas escreverei, já consegui superar a frustração (fica para outro post).

Miguel nasceu em 08 janeiro de 2014, lindo e super saudável graças a Deus! Foi ali que vi minha vida se transformar. Uma adolescente cheia de sonhos profissionais se tornar uma mãe coruja e babona.

Minha vida se tornou ser a mãe do Miguel, por um tempo me anulei completamente, fiquei ali dedicada a ele, somente a ele, e não me arrependo de nada, tudo tem seu tempo certo. Não voltei trabalhar, não o mandei pra escolinha e o amamentei até 2 anos e 25 dias! 

Antes dos dois anos dele meu marido teve a proposta para mudar de país, na mesma hora, sem nem saber da real proposta, falei "vamos" , eu só pensava na carreira dele e no futuro do Miguel! Por eles eu iria até o fim do mundo! E foi assim... arrumamos e organizamos tudo aqui no Brasil e fomos para a Alemanha. 

Em Jan de 2016 passamos 10 dias lá pra conhecer, ver realmente se era o que nossa família queria, a empresa deu essa oportunidade, já que ela que queria meu marido lá. 

Em maio de 2016 nos mudados, eu com a cara e a coragem deixei tudo em busca de uma vida de qualidade pra minha família, e claro o que era primordial para o meu marido também.

Foi fácil?! Não foi! Valeu a pena? Valeu, cada minuto! 

Estamos na Alemanha há quase um ano, a adaptação do Miguel foi tranquila, a nossa nem tanto. 

Tudo novo, envolve você conhecer realmente a cultura de onde está, não falar a língua, são várias barreiras que devem ser quebradas para que a nossa permanência se torne tranquila, e posso dizer que só por agora isso está acontecendo.



Hoje estamos de férias no Brasil (abril/2017), matando um pouco a saudade da família e de algumas comidas rs. 

Por enquanto não tenho vontade alguma de voltar, quero ver meu filho crescer naquele país que fez eu gostar muito dele pela segurança, tranquilidade e qualidade de vida que me oferece. 

Ver a carreira do meu marido crescer e crescer muito, ele merece, ele me deixa muito orgulhosa de ser quem é, a vida maravilhosa que eu tenho é graças a ele que sempre fez de tudo pra eu e o Miguel sempre ter o melhor. Miguel está na escolinha alemã desde janeiro desde ano, se adaptou super bem, e já tenta falar o alemão, estamos muito animados e surpresos com a rapidez. 

Está é a minha vida que ainda tem muitos desafios pela frente, e o principal é falar o alemão, que com certeza falarei, e mais nada me deixara mais feliz.

Abraços,

Luciane.

1 comentários:

  1. História linda! Que sua trajetória na Alemanha seja linda Luciane!!! Muitas felicidades pra sua família encantadora!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...